Início

13 de jun de 2012

ERRAR em e-mail marketing é proibido!

A um tempo atrás a Travel Smith começou a fazer uso de uma ferramenta de e-mail marketing e protagonizou o grande #fail, a ferramenta usada por sua vez não segmentava os e-mails cadastrados em sua base.

Em pouco tempo começou os problemas, fizeram uma campanha para o público feminino e o público másculino também recebia as campanhas, causando certo transtorno aos clientes, afinal homem não quer receber em seu e-mail informativos sobre vestidos e lingeries e as mulheres não vão querer receber e-mail marketing sobre carros e motores.

A questão é um número grande de e-mails não segmentados, e a grande questão do e-mail marketing esta ai, segmentar os clientes é fundamental.

Em e-mail marketing menos é mais, se compararmos o resultado de leitura de uma empresa que possui um milhão de contatos que compraram na Internet ou baixaram de algum lugar, e outra empresa com apenas 50 mil contatos que a empresa "garimpou", cadastrando e-mail do cliente ao fazer a compra na loja ou através do site, dando espaço para o cliente fazer o cadastro para receber informativos.

No exemplo acima temos duas situações que chama a atenção, pois a empresa com um milhão de contatos, realmente teria que apresentar resultado expressivo, comparado ao segundo. A maneira que a segunda empresa usou para garimpar seus contatos torna mais fácil de abordar e segmentar seu público.

A empresa que possui menos contatos certamente atingiu seu objetivo de levar ao cliente uma informação relevante, obtendo um índice de leitura muito maior que a empresa com uma lista de e-mails com quantidade maior, porém, com poucos e-mails válidos, pouco ou nenhum interesse em seu conteúdo por parte de seus contatos.

O MKmail pode ser integrado em seu sistema e segmentar seu contatos de diversas maneiras, destacando seu material, produto ou serviço entregando seus e-mail na caixa de entrada de seus clientes.

Faça um teste gratuito da ferramenta, acesse mkmail.com.br e faça seu cadastro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar post...